Planos das Bacias Hidrográficas que abastecem a Gde. Fpolis é entregue em cerimônia na Câmara

Com a missão de cuidar e orientar a gestão dos principais rios do Estado, o Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) realizou, nesta segunda-feira (6), a entrega do Plano de Recursos Hídricos da Bacia dos rios Cubatão, da Madre e Bacias Contíguas.

Juntas são responsáveis pelo abastecimento de oito municípios e cerca de 615 mil habitantes nas cidades de Palhoça, Águas Mornas, Santo Amaro da Imperatriz e São Pedro de Alcântara e ainda parcialmente das regiões de Florianópolis, Garopaba, Paulo Lopes e São José, que representa uma área de 1,6% do Estado.

O lançamento ocorreu em Santo Amaro do Imperatriz, no auditório da Câmara de Vereadores e contou com a presença do prefeito da cidade, Edésio Justen, o presidente da Câmara de Vereadores, Valério Schurhaus, a presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão, Sandra Eliane Michel e do diretor de Recursos Hídricos da SDS, Bruno Beilfuss, representando o Governador.

Consolidando um cenário de metas e indicadores que garantem o uso sustentável dos recursos hídricos, os Planos fornecem um planejamento para gestão dos recursos hídricos destas importantes bacias hidrográficas para a região.

O secretário da SDS, Lucas Esmeraldino ressalta que estes Planos têm o objetivo, de implementar ações que foram amplamente discutidas.“Para que possamos manter a capacidade de nossos rios na produção de água para as necessidades básicas da vida, é necessário transformar os recursos naturais em riqueza econômica e, para isto, buscar novas formas de gestão das águas com preservação e a conservação dos recursos hídricos”, destacou Lucas Esmeraldino.

O diretor de Recursos Hídricos da SDS falou sobre o desafio para os gestores de garantir a disponibilidade de água. “É imprescindível o conhecimento da real situação das águas dos rios das Bacias. Assim o Plano, passa a ser mais que um documento, se torna um instrumento de gestão de maior relevância”, avaliou Beilfuss.

 

Parcerias

Com um investimento de aproximadamente R$ 1,4 milhão, os Planos de Recursos Hídricos das Bacias do Rio Cubatão e Rio da Madre, foram elaborados pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e contou com o apoio financeiro e institucional da SDS e da Fundação de Amparo a Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina ( Fapesc).

Na oportunidade, a presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão, Sandra Eliane Michel destacou a importância do trabalho realizado. “Foram mais 720 dias de estudos e diagnósticos ininterruptos, em parceria com a UFSC, para identificar toda potencialidade e fragilidade destas Bacias Hidrográficas. O rio Cubatão é responsável por boa parte do abastecimento da água potável da Grande Florianópolis e, portanto, de uma importância estratégica extraordinária, bem como, sua preservação, maior objetivo do Plano de Bacias”, disse.

Ao todo, a SDS já elaborou 11 Planos de Recursos Hídricos, sendo que dois estão em elaboração, (Rio Urussanga e Canoinhas) e outros dois, Rios Canoas e do Peixe, em processo de contratação, completando um mapeamento das 16 principais bacias hidrográficas do Estado.

 

Saiba mais em: http://bit.ly/2VnecIU

 

Texto: Mônica Foltran/Comunicação SDS

Fotos: Assessoria de Comunicação Câmara SAI